Posts Tagged ‘Namoro’

h1

Há Vagas

junho 15, 2009

O dia dos namorados passou (ainda bem, não aguentava mais tanta propaganda). Muitos cultivaram a paixão, outros aproveitaram a data para plantar sementes, outros ainda, menos sortudos, tacaram fogo na plantação ou sopraram as cinzas que sobraram. Pensando nas “sementes” resolvi publicar o texto abaixo.

—————-

Há vagas

O começo de um namoro podia ser igual à seleção para um emprego. Isso não quer dizer que não gosto do romantismo. O que não me agrada é isso:

–          Oi, tudo bom?

–          Ah… sim. E você?

–          Eu to bem também.

–          Hum. Que bom!

Silêncio por uns 10 minutos

–          Você tá bonita hoje.

–          Obrigada, você também, tá bem bonito.

Silêncio por mais 10 minutos.

–          Fiquei sabendo que você está solteira.

–          Ah… é verdade, já faz um tempinho. Mas eu tô muito bem solteira. É bom ficar sozinha às vezes. A gente pensa mais em si mesmo.

–          É. Eu também estou solteiro. Ainda não encontrei a mulher ideal para a minha vida. Mas, o dia que eu encontrar, vou fazer dela a pessoa mais feliz do mundo.

Suspiro feminino e mais um silêncio. Dessa vez, ela decide falar.

–          Você sabe os filmes que tão em cartaz no cinema?

–          Não. Não sei.

–          Eu sou apaixonada por cinema.

–          Eu sei que sexta-feira vai estrear o novo filme do Brad Pitt . Eu posso ir assistir com você se quiser.

–          Nossa. Boa idéia. Eu tô querendo muito ver esse filme. Vou chamar a Carlinha para ir com a gente. Mas antes, eu preciso dar uma olhada na minha agenda.

–          Ok. Preciso ir agora. Me dá o seu celular que eu te ligo para confirmarmos.

Alguém me explica o porquê dela falar que está bem solteira se ela anda por aí com aquele decote e toda maquiada, principalmente quando vai encontrar com ele?

Alguém, por favor, me diga a razão de ele dizer que não encontrou a mulher ideal se sabe que ela está bem na sua frente?

Em seguida começa o papo de marcar um encontro mais “no clima de romance” na maior inocência do mundo. Depois que ela enfim consegue o tão desejado convite, ela inventa de chamar a tal amiga. Isso faz algum sentido?

Está certo que no dia marcado, a amiga vai ter uma reunião super importante com os forneceres da empresa, e ela, infelizmente, terá que ir sozinha ao encontro.

– Oi. Tudo bom?  A Carlinha não pôde vir, ela teve uma reunião.

– Nossa, que pena. O Marcão tava louco para conhecer ela. Né, Marcão?

– Ah, Claro. O Sérgio me falou muito bem dela.

– É. Ela é um doce. Pena que não veio.

Agora, a seleção:

curriculo

Na “placa” diz: “Há vagas para Namorado”

– Oi, Boa Tarde. Eu gostaria de me candidatar à vaga de seu namorado.

– Ah, pois não. Deixe seu currículo aqui que ele será analisado. Me diga: Quais são as suas intenções?

– Meu único interesse é a sua felicidade.

– Hum. Ok. Aqui está o telefone do R.H. Ligue amanhã para marcar a Dinâmica. Ela costuma ser realizada no cinema da cidade. Eu serei a psicóloga.

Muito mais interessante!  Não?

Anúncios