h1

No SPA…

julho 4, 2009

Sete horas toca a campainha. É a hora de acordar. Olho para o lado e a gordinha do meu lado só se vira na cama. Quero fazer o mesmo, mas se eu demorar a monitora vem apitar no meu ouvido. “Tá bom, só mais cinco minutinhos.”

“Piiiiiiiiiiii”

Levanto num pulo antes mesmo de abrir os olhos. Acho que os meus cinco minutos são bem maiores que os deles. “Esses vigias, até o tempo eles diminuem. Não basta a comida?”

Rosto lavado, roupa posta, barriga roncando. “Acho que comeria um elefante. Será que carne de elefante é gostosa? Ah, nem importa, qualquer coisa seria melhor que o nada que eu vou comer.” Cheguo ao restaurante. A decoração do salão está linda. Todos aqueles cartazes de pessoas magras que dizem: “Eu consegui. Você também consegue” e as fotos de antes e depois em cima de cada mesa são realmente animadores. Sim, eu vou conseguir, mas precisa ser tão radical assim?  Meia fatia de pão de forma sem nem margarina, um oitavo de maça e uma jarra, sim, uma jarra, de chá sem açúcar. Pensar que isso aqui tem que me fornecer energia suficiente para caminhar durante uma hora, fazer hidroginástica, para relaxar: sauna, e para finalizar a rotina da manhã, 30 minutos de bicicleta. “Tá bom, tá bom, eu concordo. Tenho reserva demais, mas podia perder dormindo, igual urso.”

Termino de comer e levanto da mesa já pensando: “Mulheres elegantes não sentem fome”, ou melhor , “Mulheres que querem ser elegantes não sentem fome.”  Ouço um ronco. Aquilo era qualquer coisa menos o meu estômago. Coloco o tênis e vou caminhar. Uma hora de caminhada até que seria tranqüila, faço todos os dias por recomendação médica, mas aquela magrela metida a “personal” gritando no nosso ouvido o tempo todo: “Vamos, aperta o passo”, “pensem no biquíni que vão usar no verão” irrita. Pior que ela, só a ladeira.

O resto da manhã foi tranqüila, tirando as duas colegas que desmaiaram na sauna.

O almoço: muita salada com uma colher de sopa de arroz integral. Aquele alface com tomates estava uma delícia.

Saio do almoço empolgada para as duas horas de nutricionistas falando sobre todos os tipos de regimes e reeducação alimentares, mas rapidamente pego no sono. “Como é bom dormir.”

“Piiii”

“De novo não”.  Depois da palestra, academia. E depois da ginática, minha parte preferida, o cinema.  Será que consigo ficar igual a Angelina? Claro que sim, 40 quilos não são nada. Logo em seguida, caminhada livre, ainda bem, não aguentaria aquela chata mais um vez. Aproveitando a liberdade, desvio da rota, e me deparo com um pé de amoras carregadíssimo. Coloco o máximo que consigo na sacola estratégica que carrego todos os dias, como algumas e volto para a prisão. À noite não tem programação da clínica, mas tem revista de quartos. Droga, levaram as minhas amoras.

“Que sono, que fome, e amanhã tudo se repete. Inclusive as amoras. Como eu queria um chocolate.”

Anúncios

11 comentários

  1. texto meio psicodélico, mais ocm um tanto de razão.


  2. Nossa Mira, parece terrível, mas sabe q eu toparia um spa desse, preciso mto perder peso e ñ tenho um pingo de disciplina pra isso. Quem sabe um dia.
    O pior é o depoi de depois, desaaaaaaanimo!!!
    Bjusss!!!


  3. O segredo é a reeducação alimentar. Mas ficamos tão neuróticas, topamos qualquer dieta, qualquer atalho para a magreza e no fim, ficamos como a mocinha da gravura!

    E fora que eu odeio alface e tomate! HAHAHAHAH Nunca iria para um spa pra comer salada.

    Beijos

    p.s.: entrei na comunidade do blog! 😉


  4. Graças à Deus não preciso de SPA! Sou magro que nem uma vara de pescar… kuakuakuakua

    Parabéns pelo blog e seus textos são bem criativos…

    *****************************
    sucesso a até mais


  5. Muito legal seu blog Mirinha, parabéns.


  6. Nossa seu blog é unico!!

    😀

    ficaria muito feliz se comentasse no meu:

    http://antoniopimenta.blogspot.com/

    Abraços e muito sucesso


  7. um SPA seria bom para mim…
    não consigo ser disciplinado para comer… lá não teria jeito, teria q seguir as regras!!!


  8. Sobre a foto, rsrsrs… Era melhor deixar no antes mesmo…

    Muito bom o teu blog.

    Visite-me se o meu e fique a vontade para comentar 🙂

    http://saulolopes.blogspot.com

    Abraço


  9. ah, eu desisti de regimes e spas. se comida me satisfaz, não vou deixar de comer por padrões estéticos. mas nem por isso vou virar uma orca da vida rs


  10. O comer é sempre uma questão complicada. E é sempre uma questão de equilíbrio.


  11. vc foi p um spa???
    Oo



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: