h1

O Causo da Solteirona

maio 20, 2009

bridgetNa minha frente estava o cara perfeito… perfeito para uma noite e uma noite apenas.

Ele reúne todas as boas qualidades de um homem, e talvez todas as ruins também. Mas eu não queria um namorado. Queria apenas alguém que pudesse me livrar da carência e esquecer no dia seguinte. Alguém do tipo ideal para levantar a moral de uma solteirona que está a meses sem beijar na boca e a anos sem namorado, afogada na sua própria gordura e culpando a genética ou o ex por todos os problemas da sua vida.

Voltemos ao distinto rapaz: Alto, pele clara bronzeada, cabelo castanho bem claro, olhos de jabuticaba, atlético e PhD.  Qualidades quase impossíveis de coexistirem. Pois é, ele tinha todas elas, e o PhD era a que falava mais alto. Convenhamos, é um belo título.  Depois disso vinham empatados os olhos e as pernas. Os olhos muito vivos e ligeiramente puxados davam todo o ar de mistério à figura e pareciam desafiar-me: “Conquiste-me se puder”. As pernas, hum, acho melhor não comentar.

Nossa, como eu queria poder conquistá-lo. Só por uma noite, só por uns minutos.  Só para o meu ego ficar feliz e eu tirar de vez da minha cabeça a idéia de que não sou mais capaz.  Namorar muito tempo me fez achar que não sei mais as técnicas da “paquera” e agora, tenho duvidado inclusive da qualidade do que mais elogiam em mim: O Beijo. As pessoas dizem que beijar é igual andar de bicicleta, mas quando tento relacionar os fatos me lembro é do gosto do asfalto.

Ele estava ali, parado na minha frente, esperando apenas um pequeno sinal, talvez um sorriso delator ou um piscar de olhos mais provocante, para passar aqueles braços (e que braços) em volta de mim e segurar a minha cabeça por trás e me beijar como se eu fosse a mulher mais desejada do mundo e eu me esquivei. Fui embora rindo como uma criança como se nada tivesse acontecido, como se não tivesse esperança nenhuma e principalmente nenhum desejo.  Eu ardia por dentro, mas tive medo. Medo de enfrentar a mim mesma e quem sabe, cair da bicicleta.

Anúncios

7 comentários

  1. Adorei o desfecho: “Medo de enfrentar a mim mesma e quem sabe, cair da bicicleta.”


  2. […] ao sucesso de o Causo da Solteirona (risos) resolvi dar continuidade ao conto e à personagem.  Aconselho ler o texto citado antes de […]


  3. Ow mira me apresenta essa solteirona ai pra eu acaba com a solterisse dela vai 😀
    hauhauhauhauhauhauhauhau


  4. […] a maioria deles pessoalmente ou por msn, a respeito dos Causos da Solteirona (Leia aqui os textos: O causo da Solteirona e Mais um Causo da Solteirona).  Acredito que as pessoas se identificaram com a personagem e todos […]


  5. […] de uma “série” de Causos da Solteirona. Sugiro ler também os textos anteriores (O Causo da Solteirona e Mais um causo da Solteirona), de preferência, antes de ler esse aqui. […]


  6. Ow, sério… nessa linha de raciocínio, até que não é tão ruim não saber andar de bicicleta. Não daria tempo de chegar a fazer essa comparação…


  7. Olha ai era pra ter ido

    vacilou, quem sabe na próxima

    BLOGdoRUBINHO
    http://www.blogdorubinho.cjb.net



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: